1000 Ave Marias

INTRODUÇÃO

Alguns amigos e grupos as vezes nos solicitam informações sobre como conduzir este ritual que já é tradição no Universo Místico. Por isso o que descrevemos abaixo é uma espécie de “Guia” para que qualquer pessoa ou grupo possa se motivar a realizar este ritual devocional. Desejamos que seja de bom proveito e que a Mãe Divina abençoe a toda a humanidade. Amém!

HISTÓRICO PESSOAL

Em 1999, quando morávamos em Londrina no Paraná, tivemos contato pela primeira vez com o Ritual das 1000 Ave Marias através de um grupo espiritualista local. Naquela época já era realizado todos os anos na data de 12 de Outubro, iniciando-se sempre as 6 horas da manha. Até onde sabemos aquele grupo de Londrina continua até hoje realizando este ritual, que lá é realizado de uma forma contínua e sem interrupção. Nós tomamos a liberdade de realizar algumas adaptações para nosso estilo particular.

ORIGEM

A devoção à oração das 1000 Ave Marias é oriunda da Europa e de antiga tradição; quando se pretendia implorar alguma graça especial a Nossa Senhora, rezava-se-lhe 1000 Ave Marias por ocasião de alguma festa a Ela dedicada ou então na véspera da referida festa. Em 7 de Novembro de 1983, no início da difusão da Campanha da Mãe Peregrina pelo mundo fora, foram recitadas pela primeira vez, em memória dessa antiga tradição, as 1000 Ave Marias – vinte terços – em um Santuário de Schoenstatt, ante o Santíssimo Exposto, na presença da Imagem da Mãe Peregrina de Schoenstatt, acompanhadas com meditação dos mistérios da vida de Cristo Jesus e de Maria Santíssima, visando o emprego de tais mistérios na nossa vida do dia-a-dia. Desde então, a oração das “1000 Ave Marias” propagou-se rapidamente por toda a parte onde a Imagem da Mãe Peregrina era acolhida.

A DATA

A data de 12 de Outubro foi escolhida e mantida por nós por ser um feriado nacional, facilitando a presença dos participantes, e ainda por ser a comemoração da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida , um dos arquétipos da Grande Mãe, do Eterno e Sagrado Feminino. E também por ser o Dia da Criança, sendo nós todos filhos da Grande Mãe, suas crianças para todo o sempre. “Nossa Senhora da Santa Conceição Aparecida” é um título católico dedicado a Maria, mãe de Jesus de Nazaré, sendo considerada a padroeira dos Católicos do Brasil. Se optarem por fazer nesta data/horário saibam que estarão sincronizados conosco, no entanto, não há nenhum problema em organizar em outra data ou horário, inclusive pode-se fazer mais vezes durante o ano.

TEMPO

Em nosso caso particular temos conseguido realizar o ritual completo em aproximadamente 6 ou 7 horas. A escolha do horário de inicio para as 6 horas pontualmente tem por objetivo já iniciar com um sacrífico pessoal de acordar bem cedo no feriado para dedicar o dia para a devoção. Este horário também facilita que todos os grupos irmãos que se dediquem a este ritual possam estar sincronizados e unidos neste ideal de rezar para o bem da humanidade. Recomendamos que os organizadores do ritual já deixem tudo arrumado na véspera, como o altar, aparelho de som, cadeiras, água etc. e mesmo assim estejam prontos a partir das 5 horas para alguns últimos detalhes e para receber os participantes.

ALMOÇO

Como o ritual termina por volta da hora do almoço já se tornou também uma tradição a realização de um almoço comunitário de forma festiva, com todos os irmãos participantes tendo levado antecipadamente um prato salgado, salada, sobremesas, frutas, sucos, sorvetes etc. E como também é dia das crianças, sempre que possível organizamos atividades lúdicas para passarmos o restante da tarde em alegre companhia dos irmãos presentes. Sempre que houver crianças, e sempre há, elas devem ter uma atenção toda especial que detalharemos logo mais.

JEJUM OU DESJEJUM

Fica a critério de cada grupo se vão realizar o ritual totalmente em jejum como forma de sacrifício pessoal ou se querem oferecer um desjejum aos participantes. Se optarem pelo jejum pelo menos devem deixar disponível uma mesinha com água e copos. Se a opção for pelo desjejum podem preparar uma mesa farta com café, leite, sucos, biscoitos, pães, frutas, etc. e deixar em local disponível na “ante-sala” do ritual onde os participantes possam se servir antes do ritual ou ainda se servir de algo nos intervalos.

PARTICIPAÇÃO INTEGRAL OU PARCIAL

Muitas vezes acontece de algumas pessoas desejarem muito estar neste ritual mas não terem disponibilidade de participação integral, ou seja, do inicio ao final. Então fica também de escolha de cada grupo a orientação a seus participantes se poderão chegar atrasados ou se poderão sair mais cedo. Já participei de rituais onde a entrada e saída era totalmente livre e algumas pessoas vinham rezar apenas por 1 hora e depois se retiravam. Se houver harmonia nesta movimentação não vemos problemas em respeitar as necessidades e disponibilidade individual de cada um.

LITURGIA

A denominação de Ritual das 1000 Ave Marias é genérica pois há muito mais envolvido na liturgia e cada grupo que tenha interesse em se unir neste ideal sinta-se a vontade para introduzir ou adaptar conforme sua sintonia pessoal. Portanto as informações que se seguem devem ser entendidas como uma base de trabalho litúrgico, por isso absorva os princípios e fiquem a vontade para introduzir outras práticas.

TERÇO

Para a contabilização dos rezos usamos um terço católico (de 50 contas), que é de fácil aquisição. Recomenda-se que cada participante tenha o seu, mas não é obrigatório, podendo o participante acompanhar pela direção. Para atingir o total de 1000 Ave Marias deverá ser rezado 20 terços.

CONDUÇÃO

Recomendamos que o grupo que se proponha a realizar este ritual tenha um condutor/líder carismático que será o responsável por toda a administração, avisos, musicas, manutenção do ritmo, etc. Como o ritual é longo sintam-se a vontade caso queiram fazer um rodízio da condução da liturgia. O importante é manter um propósito de harmonia devocional e foco no ritmo intenso das orações para não se estender demasiadamente. Já tivemos notícia de grupos que faziam a oração de forma mais lenta e o ritual se estendeu por até 9 horas causando demasiado cansaço nos participantes.

AYAHUASCA

Como somos um grupo hoasqueiro temos o costume de comungar a Sagrada Ayahuasca durante este ritual, sendo tradicionalmente em doses menores do que o normalmente comungado nos outros rituais. O condutor principal da liturgia deverá estar concentrado em puxar as orações, por isso, recomenda-se deixar um irmão responsável para servir a comunhão da Ayahuasca. Em nossa experiência constatamos que o melhor é servir já durante as orações em curso – as pessoas vão se aproximando do altar já rezando e voltam a seus lugares. Em casos de grupos não hoasqueiros desconsiderem completamente este item.

AO FINAL DE CADA TERÇO

Ao final de cada terço há um intervalo onde uma outra forma de expressão devocional pode ser experienciada. Lembramos que o condutor é o responsável por ditar o ritmo e também o responsável por fazer a marcação da oração de numero 50, com a voz perceptivelmente mais alta do  que o normal buscando ainda fazê-la de forma mais lenta de tal forma que todos os participantes irão automaticamente perceber o final do terço. Os participantes devem permanecer humildes e resignados caso a contagem de seu terço não esteja totalmente sincronizado com o dirigente – isto é normal e não interfere na devoção do ritual. Siga o líder.

MEDITAÇÃO

O momento logo após o término de cada terço possui um valor devocional muito interessante devendo-se manter absoluto silêncio para uma rápida meditação. O condutor deverá dar esses esclarecimentos antes de iniciar a cerimônia ou reforçar durante esses intervalos. Em nosso caso deixamos o silêncio nos envolver por aproximadamente 1 minuto, todos permanecendo concentrados harmoniosamente na respiração e absorvendo a poderosa energia magnética das orações emanadas. Na sequencia da meditação utilizamos músicas.

MÚSICAS

Logo após a curta meditação o condutor deverá colocar uma música devocional de sua seleção pessoal. A escolha é livre e cada grupo que se motivar a realizar este ritual deverá montar sua coletânea musical preferida podendo ser instrumentais, cantadas, clássicas, com temas de mãe, de fraternidade, de paz etc. Se optarem por 1 música em cada intervalo deverão já deixar selecionado 20 músicas – é uma boa prática, mas podem usar mais de 1 música em cada intervalo, estendendo o tempo total do ritual, obviamente. Durante a audição das músicas os participantes ficam livres para intensificar sua devoção ou caso queiram fazer um rápido intervalo para ir ao banheiro, beber água, etc. Mensagens, outras orações, histórias e narrativas também são interessantes.

SELEÇÃO

Segue abaixo uma rápida relação de músicas interessantes. Praticamente todos podem ser encontradas no youtube.

Fafá de Belém – Ave Maria, Chitãozinho e Xororó – Ave Maria, Marcus Viana – Ave Maria, Fátima Moura – A Graça de Maria, Reginaldo Ramos – Mãe Maria, Cristina Mel – Mãe, Roberto Carlos – Todas as Nossas Senhoras, Roberto Carlos – Nossa Senhora, Plínio de Oliveira – Ave Maria, Ricardo Braga – Mãe Maria, Sarah Brightman – Ave Maria, Hinário – Mãe Celestial, Agnus Dei – Maria, Mãe da Humanidade, Nairzinha – Ave Maria, Grupo Fé – Louvor à Maria, Luiz Gonzaga – Ave Maria Sertaneja, Angela Maria e Agnaldo Timóteo – Obrigada Mãe, Jerry Adriani – Mãe da Vida, Jorge Aragão – Ave Maria (instrumental).

DEDICAÇÃO

No inicio de cada terço o condutor, preferencialmente de pé, fará uma rápida preleção de dedicação, suplicando a Nossa Senhora sua intercessão de acordo com o tema ou propósito específico. Modifique ou faça sua própria lista se necessário:

    1. Vamos orar pedindo PERDÃO por nossos pecados e transgressões…
    2. Pedimos CURA e o restabelecimento e fortalecimento de nossa SAÚDE…
    3. Pedimos pelas FAMÍLIAS e MATRIMÔNIOS…
    4. Pedimos pelas CRIANÇAS, para que sejam protegidas etc…
    5. Pedimos pelos JOVENS, para que não se percam nas drogas, dificuldades etc…
    6. Pedimos por nosso TRABALHO e para que nossa família tenha PROSPERIDADE…
    7. Pedimos PELO ALIVIO DO SOFRIMENTO de todos os que passam por dificuldades, doenças, guerras, catástrofes etc…
    8. Pedimos pelo ALIMENTO nosso de cada dia e que cada ser tenha o que comer…
    9. Pedimos COMPAIXÃO e PIEDADE por todos que vivem nas sombras, que possam ser iluminados…
    10. Pedimos o fortalecimento de nosso SERVIR, de nosso SACRIFÍCIO pelo bem dos demais…
    11. O Condutor orientará que cada um faça PEDIDOS PESSOAIS, mentalmente ou em voz baixa…
    12. Pedimos o fortalecimento de nossa FÉ, de nossa CONFIANÇA na Vontade de Deus…
    13. Pedimos pela sanidade da EDUCAÇÃO E CULTURA, pelos PROFESSORES E EDUCADORES…
    14. Pedimos GUARNIÇÃO, PROTEÇÃO, SEGURANÇA para nossas famílias…
    15. Pedimos DISCIPLINA, MOTIVAÇÃO e FORÇA DE VONTADE para permanecermos no caminho do bem…
    16. Pedimos por nossa VOCAÇÃO PROFISSIONAL, que nosso trabalho seja abençoado…
    17. Pedimos pela POLÍTICA MUNDIAL, que mitigue os efeitos danosos da Nova Ordem Mundial…
    18. Pedimos pela recuperação da política no BRASIL, que haja mais políticos de bem e honestos…
    19. Pedimos por todos os LÍDERES RELIGIOSOS, que sejam abençoados como portadores e emissários da Luz Divina…
    20. Prestamos nossa mais sincera GRATIDÃO por nossas vidas e pelas bençãos recebidas…

A ORAÇÃO DA AVE MARIA

Para estar em comunhão com este ritual a oração escolhida é a “Ave Maria” tradicional ou suas ligeiras adaptações de cada local ou grupo. Não se deve substituir a oração por outra para não descaracterizar o ritual. Lembramos novamente que o ritmo deve ser intenso, não só com o objetivo de administrar o tempo mas porque o ritmo forte tem o efeito de provocar uma hiper-ventilação mantendo todos em um processo contínuo de expansão da consciência.

OUTRAS ORAÇÕES 

Antes de iniciar cada terço nós realizamos um Pai Nosso e ao final a oração do coração (“Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tem piedade de nós, pecadores”). Ou seja, uma ronda completa possui 1 Pai Nosso + 50 Ave Marias + Oração do Coração. Esta é apenas uma sugestão básica e outras orações podem ser introduzidas no inicio ou ao final, sempre de forma simples como introdução ou fechamento, sem descaracterizar a sequência das Ave Marias. Para os grupos mais católicos pode-se, obviamente, fazer o Terço completo.

TERÇO COLETIVO

Aqui no Universo Místico temos um Terço grande que usamos pendurado na parede ou no altar durante nossos rituais. Normalmente fazemos um rodízio com pessoas escolhidas para usar este terço em cada uma das rondas. A pessoa escolhida o usará durante aquela ronda e posteriormente o devolverá, no intervalo, para que alguém da organização o passe para outra pessoa. Este terço, desta forma, ficará abençoado pelas orações da coletividade e se tornará ao longo dos anos um objetivo de poder e devoção.

ALTAR

É importante que tenham um altar devocional com alguns elementos sagrados. Em especial destacamos que o elemento fogo deve estar presente com uma ou quem sabe 3 velas acesas. Um bonito e decorado vaso de flores é muito bem-vindo, quem sabe um belo buquê de rosas em oferta a Mãe Maria. Uma boa idéia também é ter uma jarra de água no altar para ser abençoado pelo ritual, que ao final da cerimônia poderá ser ritualisticamente oferecido aos presentes como uma ‘medicina’ de cura e bençãos ou ainda ser colocado em vidrinhos e distribuído aos presentes para levarem para casa. Uma imagem bem bonita de Nossa Senhora pode ser inspirador também, em formato de estatueta ou fotografia. Incensos são permitidos, a gosto de cada um.

CESTINHA DE PEDIDOS

Deixamos também como sugestão deixar no altar uma cestinha de pedidos pessoais onde cada participante irá colocar por escrito o nome das pessoas de sua família ou de seu círculo de amizades que estejam precisando de orações e bençãos ou ainda pedidos livres na intimidade do suplicantes. Obviamente deverá estar a disposição aos interessados uma mesa com papeis e canetas. Ao final da cerimônia estas cartinhas podem ser ritualisticamente queimadas.

DOAÇÕES

O tema de se cobrar financeiramente por atividades espirituais é bem espinhoso por isso fica a critério de cada um fazer totalmente sem contribuições ou quem sabe propor ao grupo uma contribuição de forma voluntária em espécie sendo ofertados dentro de um envelope para que cada um não se sinta constrangido no valor que está doando. Caso pretendam usar deste método do envelope a idéia é deixar bem claro antecipadamente a destinação dos recursos captados, por exemplo: a) a doação para um orfanato; b) a execução de uma obra de benfeitoria no grupo ao qual pertençam etc. Ao final o condutor realizará um agradecimento ritualístico destas oferendas pedindo à Divindade que a tudo provê que traga abundância e prosperidade a todos os ofertantes e seus familiares. Com alternativa também podem solicitar doações de alimentos não perecíveis ou roupas/agasalhos para doação posterior a alguma entidade assistencial.

ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES

Este ritual deve ser algo prazeiroso para os participantes por isso recomandamos que algumas orientações sejam passadas para os parcipantes antes do inicio. Esta introdução ou esclarecimentos devem ser realizados antecipadamente para que no horário sincronizado de 6 horas da manha seja dado o inicio oficial da liturgia. A seguir algumas orientações sugestivas que podem ser antecipadamente esclarecidas a todos:

    1. Não abuse de sua voz para não ficar rouco, fiquem a vontade para realizar pequenas pausas, podendo ou não continuar acompanhando as orações mentalmente.
    2. Mantenham uma garrafinha ou copo de água próximo de sua cadeira para não precisar sair de seu local com muita frequência.
    3. Pede-se que não haja abandono do local do ritual sem necessidade, sendo concedida a licença livre para uso do sanitário quando necessário mantendo-se o silêncio e harmonia.
    4. A expressão da devoção pessoal é permitida desde que não cause embaraços ou constrangimento aos demais participantes. Sintam-se a vontade para se ajoelhar, fazer prostrações, levantar os braços aos céus etc.
    5. Ao final de cada terço pedimos a todos que se mantenham em seus lugares em completo silêncio para uma rápida meditação.
    6. As “Ofertas de Amor” deste ano será ofertada ao “Orfanato X” … (exemplo)

Se precisarem de mais informações ficaremos muito felizes em responder.

Que Jesus e Nossa Senhora estejam sempre em nossa companhia.

Que a Mãe Maria vos abençoe!

1 Comentário

  1. Frederico disse:

    Maravilhoso o site do universo mistico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *